Premio Brasil Sul de Musica

No ultimo sábado, na cidade de Pelotas, RS, foi o evento de entrega do Premio Brasil Sul de Musica, com apoio do Procultura da Secretaria Municipal de Cultura. Fiz parte da equipe de jurados, junto com Juarez Fonseca, Ayrton Patineti dos Anjos, Paulo Moreira, Marcio de Souza e outros nomes significativos da cultura gaúcha. Oportunidade de ouvir muitos trabalhos novos, observar as formas de divulgação que usam cada vez mais as redes sociais, os entrecruzamentos de ideias e o pensar nos objetivos de cada grupo. Fiquei feliz em ver as premiações de todos, especialmente por Juan Pablo Schellemberg, Gilberto Oliveira, que estão comigo no projeto Vestígios Violeta, e Juliano Guerra, de quem queremos gravar uma canção. Muito bom! Parabens aos organizadores Haroldo de Campos, Sulimar Rass, Caio Lopes.
Segue o texto de divulgação:
“A noite começou com uma linda homenagem ao Mestre Baptista, através da exibição de um trecho do documentário sobre o fomentador da cultura afro e do tambor de sopapo e um show de percussão arrepiante formado pelo quarteto Alabê Oni. Entre as 24 premiações da noite, algumas inserções musicais de artistas como Aluisio Rockembach, Gilberto Oliveira e Gil Soares abrilhantaram o evento.

Na categoria mais concorrida da noite, MPB, o pelotense de coração Kako Xavier, um dos músicos do Alabê Oni – em turnê por 60 cidades do Brasil – faturou o prêmio Melhor Disco, com “Minha Praia”, gravado em Porto Alegre em 2009 e lançado em 2010. A produção já havia sido indicada no Prêmio Açorianos em 2011 nas categorias Melhor Cantor e Melhor Disco MPB e contemplado no projeto Pixinguinha da Funarte

Nova aposta
Uma das maiores surpresas da noite foi o número de conquistas da banda recente Musa Híbrida, que não só levou o troféu de Melhor Disco e Melhor Compositor do gênero livre – para Alércio – como foi considerada a Revelação 2012. O disco, gravado no ano passado é o primeiro trabalho da vocalista Camila Cuqui com música.
O troféu júri popular, computado através do número de curtidas em cada capa de disco que podia ser visualizada na Fan Page do Prêmio no Facebook foi para a banda de rock Thunderbird.

CATEGORIA GERAL
Arranjador: Juan Schellemberg, álbum “Suite Montevideana”
Projeto Gráfico: Regina Veiga e Rodi Nuñez – “Mandinho”, de Leandro Maia
Produtor: Juan Pablo Schellemberg, Luis Ravizza e MartinBerloto – “Suite Montevideana”
Disco: Juan Schellemberg – “Suite Montevideana”
Revelação: Musa Hibrida, pelo disco “Livro Livre”

CATEGORIA MÚSICA REGIONAL
Compositor: Marco Aurélio Vasconcelos – Já se vieram
Intérprete: Maria Conceição – Essência
Instrumentista: Gil Soares – Essência
Letrista: Xirú Antunes – Terra a dentro
Disco: Terra adentro, de Xiru Antunes

CATEGORIA MPB
Compositor: Juliano Guerra – Lama
Intérprete: Ricardo Fragoso – Canções de armar e desarmar
Instrumentista: Jucá de Leon – Canções de armar / Sons do silêncio / Com as próprias mãos
Letrista: Marco Gottinari – Tudo uma canção
Disco: Minha praia, de Kako Xavier

CATEGORIA ROCK
Disco: Canastra Suja, com Máquina Loucura

CATEGORIA INSTRUMENTAL
Compositor: Juan Schellemberg – Suite montevideana
Instrumentista: Gilberto Oliveira – Cordas pra que te quero
Disco: Suite montevideana, de Juan Schellemberg

CATEGORIA MÚSICA LIVRE
Compositor: Alércio, da banda Musa hibrida
Intérprete: Leandro Maia – Mandinho
Instrumentista: Negrinho Martins – Latinamente
Disco: Musa Hibrida – Livro Livre
(3 fotos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *