Imagens de mulheres intérpretes 1920-1960: um estudo sobre a representação de mulheres musicistas em fotografias do acervo do Conservatório de Musica da UFPel

O projeto tem por objetivo estudar as imagens de mulheres intérpretes e compositoras, estendendo-se também para poetisas, declamadoras e dançarinas que estiveram apresentando-se ao público no palco do Conservatório de Música da Universidade Federal de Pelotas no período 1920-1960, com o objetivo de estudar as formas de representação destas mulheres e identificando os padrões e significados do fazer musical feminino, bem como as técnicas e conceitos fotográficos utilizados. No começo do século XX o Rio Grande do Sul vivia sob a filosofia positivista, que considerava as mulheres como responsáveis pela primeira formação dos filhos, valorizando, portanto, que estas tivessem uma ampla e primorosa educação, da qual a música era parte importante. No entanto, a música era bem considerada socialmente se fosse praticada no âmbito doméstico-familiar, mas não era uma alternativa profissional efetiva, ao menos até as primeiras décadas do século XX.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *